Brakan, de Mozart Couto

O Personagem

Brakan foi uma criação de Júlio Emilio Braz e Mozart Couto em 1986 (editora Press Editorial), cujo projeto inicial seria, em 2001, a publicação na revista “A Espada Selvagem de Conan” da editora Abril. Um épico guerreiro ankhoriano, do gênero espada e magia, espetacular e primorosa homenagem ao cimério Conan.

Brakan o Bárbaro Vingador – 2002 – Editora Ópera Graphic

Foram publicadas duas edições em 2002 pela editora Ópera Gráphica, questionadas pela editora Mythos detentora os direitos do personagem Conan naquele período. Ainda que o editor da revista tenha afirmado que o personagem era uma homenagem e que possuía autorização da Conan Properties para publicação no formato de tiras, a revista foi recolhida sob acusação de plágio do personagem Conan.

Fonte: http://noset.com.br/social-comics-conan-nascido-no-campo-de-batalha-de-kurt-busiek-e-greg-ruth/

NOTA DE ESCLARECIMENTO – 12/07/2019

Reproduzo na íntegra os comentários do mestre Franco de Rosa, em relação as informações que havíamos obtido na fonte acima referenciada que trata da publicação de Brakan em 2002 pela Editora Ópera Graphic. Aceite minha reverência e agradecimento pela visita e elucidação.

A página de onde os dados foram obtidos para esse tópico, não está mais disponível, mas tomei a decisão de deixar as informações como eu as tinha encontrado quando fiz as pesquisas, porque muitos podem ter lido matérias no mesmo teor, e ter ficado com essa referência equivocada sobre a publicação.

“Brakan nunca foi recolhido pela Opera Graphica Editora, ou por alguma empresa. Até teve um segundo volume lançado pela editora. Nós, na Opera Graphica aproveitamos o vácuo da inexistência do gibi do Conan nas bancas, quando a a Abril deixou o título. Não sabíamos quem publicaria a criação do Howard. Nunca ocorreu processo algum, por parte da Mythos, que publicou Conan, correta e competentemente, como sempre fez com seus títulos, por anos, e ainda publica. Inclusive publicou as tais tiras escritas por Roy Thomas.
Brakan foi criado muito antes da existência da Editora Mythos, da qual fiz parte em seu quadro inicial. E ainda hoje, 2019, é publicado com sucesso. ”

 

BRAKAN DE MOZART COUTO – 2005  – Quadrante Sul Comics e Atomic Editora

Edição especial produzida em parceria pela Quadrante Sul Comics com a Atomic Editora, apresentando o personagem Brakan, de Mozart Couto, um mestre do quadrinho nacional.  O livro, de tiragem limitada a 200 exemplares, traz um arco de HQ’s que formam o livro 1 da saga de Brakan. Formato 21×30, 188 páginas, capa triplex 300g color com verniz, miolo offset 90g, acabamento em lombada PUR. Qualidade, desenhos e roteiro impecáveis.

Sobre este lançamento, o editor da Quadrante Comic, Denilson Reis, publicou um interessante artigo com suas impressões do filme Conan o Bárbaro, que o levaram ao primeiro contato com Conan, impacto que se refletiu em toda uma geração que assistiu o filme nos cinemas, e aqui me incluo.

Descreve ainda o contato com a obra de Mozart Couto e sua motivação para lançar esta obra. Vale a pena a leitura, uma das poucas informações disponíveis sobre a história deste personagem no Brasil.

Leia a matéria completa em Brakan-de-mozart-couto e o vídeo produzido no lançamento.

 

O Editor ainda possui alguns exemplares e os disponibiliza para venda, seu contato é tchedenilson@gmail.com, o link do seu blog está abaixo.

Fonte: http://tchezine.blogspot.com.br/2015/12/quadrante-sul-07-brakan-tche-06-pdf.html

 

 

4 comentários sobre “Brakan, de Mozart Couto

  1. Tenho as duas edições do Brakan. Não importa o que se diga, guado com carinho.

    1. Concordo, Brakan é um projeto muito sincero de alguém que verdadeiramente admira o gênero espada e magia.

  2. Brakan “nunca foi recolhido pela Opera Graphica Editora, ou por alguma empresa. Até teve um segundo volume lançado pela editora. Nós, na Opera Graphica aproveitamos o vácuo da inesistencia do gibi do Conan nas bancas, quando a a Abril deixou o título. Não sabiamos quem publicaria a criaçõa do Howard. Nunca ocorreu processo algum, por parte da Mythos, que publicou Conan, correta e competentemente, como sempre fez com seus títulos, por anos, e ainda publica. Inclusive publicou as tais tiras escritas por Roy Thomas.
    Brakan foi criado muito antes da existência da Editora Mythos, da qual fiz parte em seu quadro inicial. E ainda hoje, 2019, é publicado com sucesso.

    1. Muito obrigada pelos esclarecimentos, é difícil obter informações sobre Brakan. Como admiradora, o parabenizo pela suas obras e talento, sinto-me honrada por sua visita ao site. Vou incluir nota no artigo com os apontamentos! O último tópico do artigo “BRAKAN DE MOZART COUTO – 2005  – Quadrante Sul Comics e Atomic Editora”, submeti ao conhecimento do Denilson antes de publicar. Os anteriores foram obtidos das fontes apontadas. Se houver mais material sobre a história e publicações de Brakan, referências que puder indicar, gostaria de divulgar aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *